Portal Amazon News

Conecta você à notícia

0 0

Manaus – Após sete horas de espera, foi confirmada a morte de 15 detentos na rebelião que ocorreu por volta das 11h30 deste domingo (26), no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), situado no quilômetro 8, da Br-174. Dos 15 mortos, cinco eram do pavilhão 3 e dez eram do pavilhão 5. Todos os detentos cumpriam pena em regime fechado.

A Comissão de Direitos Humanos da OAB-AM chegou ao complexo às 12h. Logo em seguida, quatro veículos do Instituto Médico Legal (IML) chegaram ao local. Às 17h, o diretor da Comissão de Direitos Humanos da OAB-AM, Epitácio Almeida, concedeu entrevista para o Em Tempo, na qual confirmou a morte de 15 detentos.

Coletiva

O secretário estadual de Administração Penitenciária, tenente-coronel Marcus Vinicius Almeida, confirmou que as mortes foram causadas por asfixia e por estocadas com cabos de escovas de dentes.

O coronel disse que a ação da Polícia Militar e do Grupo de Intervenção Penitenciária (GIP) durou cerca de 40 minutos. Almeida, no entanto, não confirmou o que causou o conflito, e ainda salientou que a matança em dia de visitas foi uma surpresa para as equipes.

“Não foi rebelião. Foi uma briga entre internos. O Estado não reconhece facções criminosas, então não podemos dizer que foi uma briga de facções. O que podemos dizer é que é uma regra do crime que não haja mortes em dia de visitas, e isso aconteceu hoje, o que nos deixa ainda mais alertas para ações futuras”.

Confira a lista:

Natan Serrão Pereira

Francisco de Assis Marcelo da Silva

Leonardo Queiroz Campelo

Hiel Lucas Miranda Silva

Pedro Paulo Xavier

Rodrigo Oliveira Pimentel

Fernando dos Santos Ferreira

Erick Wesley Martins Mendes

Naelson Picanço de Oliveira

Igor Peres de Oliveira

Elison de Oliveira Pena

Edney Sandro Sabóia de Vasconcelos

Cleison Silva do Nascimento

Antônio Xavier da Silva Camargo Filho

Ancelmo Pereira dos Santos.

Happy
Haha
0
Sad
Triste
0
Excited
Amei
0
Sleepy
Tédio
0
Angry
Raiva
0
Surprise
Uau
0