Veja a identidade das vítimas e do jovem autor da chacina em creche de SC

Redação
2 0
Tempo de leitura:1 Minuto, 28 Segundo

A Polícia Civil confirmou os nomes dos mortos no atentado a uma creche em Saudades, no oeste catarinense. São três crianças, uma professora e uma agente educacional. Também foi revelado o nome do assassino, Fabiano Kipper Mai, de 18 anos.

A professora que ele matou é Keli Adriane Aniecevski, de 30 anos, e a agente educacional, Mirla Amanda Renner Costa, 20 anos. As crianças são duas meninas, de 1 ano e sete meses e 1 ano de 8 meses, e um menino de 1 ano e 9 meses, todos filhos de moradores da cidade, que trabalhavam no momento da matança.

Uma outra criança, de 1 ano e oito meses, foi encaminhada com ferimentos para o hospital e submetida a cirurgia.

VEJA TAMBÉM: VÍDEO: Homem com facão invade creche e mata crianças e professoras em Santa Catarina

O crime, que ganhou repercussão internacional, aconteceu na manhã desta terça-feira (4). Fabiano foi à creche com um facão e tirou a vida das cinco pessoas com requintes de crueldade.

A imprensa de Santa Catarina divulga que o jovem não tinha antecedentes criminais e trabalhava em uma empresa de vestuário da cidade. Após o crime, ele usou a arma branca, uma adaga semelhante a uma espada, para tentar o suicídio, desferindo golpes contra o próprio pescoço, abdômen e tórax.

O rapaz encontrava-se em estado gravíssimo até o fechamento desta matéria. Havia fortes protestos de populares na frente do hospital de Pinhalzinho, município vizinho a Saudades.

O número de mortos só não foi maior porque professores e outros funcionários da creche se trancaram em outras salas com as crianças, muitas deles ainda bebês.

Saudades tem pouco menos de 10 mil habitantes e fica a cerca de 600 quilômetros da capital catarinense, Florianópolis.

Publicado por: David Richard

 

Happy
Haha
0
Sad
Triste
9
Excited
Amei
0
Sleepy
Tédio
0
Angry
Raiva
5
Surprise
Uau
0
PRÓXIMA PUBLICAÇÃO

Morre ator Paulo Gustavo, aos 42 anos, em decorrência da covid-19

O ator e humorista Paulo Gustavo morreu no Rio nesta terça-feira (4), aos 42 anos, de complicações da Covid-19. O criador de Dona Hermínia — e de outros personagens inesquecíveis — estava internado desde 13 de março no Hospital Copa Star, em Copacabana, na Zona Sul. A piora no quadro de saúde do ator aconteceu na […]