Um bandido é morto e dois são presos durante operação policial, em Manaus

Manaus – Durante a operação ‘Raio’, deflagrada na manhã deste sábado (21), pelas Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam), um homem, ainda não identificado, morreu após atirar contra a equipe policial. Na ocasião, uma mulher também foi presa em posse de uma arma de fogo. As duas ocorrências aconteceram na Rua Quartzo Verde, no Conjunto Habitacional Viver Melhor 1, bairro Santa Etelvina, zona norte da capital.

Segundo informações da Rocam, durante a operação, o homem efetuou disparos contra equipe policial e, ao avistar a viatura, tentou atirar novamente. Para tentar inibir a ação do suspeito, os militares atiraram contra o indivíduo e conseguiram atingi-lo. Ele chegou a ser conduzido ao Hospital e Pronto Socorro (HPS) da Zona Norte Delphina Aziz, onde veio a óbito.

Com ele, a equipe da Rocam conseguiu apreender, ainda, uma arma de fogo calibre 28, duas munições calibre 12, duas munições calibre 36, uma munição calibre 32, uma munição calibre 32 de arma longa, uma munição calibre 28 deflagrada, além de uma balança pequena e um quilo de maconha. Os materiais apreendidos foram levados para a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Na mesma operação, a polícia prendeu Luana Tavares dos Santos, 24. Ela estava em posse de uma arma calibre 38, com numeração suprimida, cinco munições intactas do mesmo calibre e um aparelho celular.

Conforme a Rocam, a equipe chegou até a mulher após receber uma denúncia anônima informando que Luana estaria em posse de uma arma de fogo, comercializando entorpecentes. Ao chegar no local informado, os policiais constataram a veracidade da denúncia e conduziram a mulher para o 6° Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Ainda segundo a Rocam, Luana já tinha passagem por tráfico de drogas, tendo sido presa pela Polícia Federal.

No Centro

No Porto de Manaus, a Rocam prendeu, também, Kleverton de Azevedo Ferraz, 25, após uma denúncia de que um barco, oriundo de Tefé (a 523 quilômetros a oeste de Manaus), estava transportando drogas em uma caixa de isopor, contendo peixe e gelo.

A denúncia informava que as drogas estavam sendo transportadas no Barco Vencedor, que foi abordado ao chegar no porto da capital. Após revista nas caixas e bolsas, os policiais encontraram dois quilos de maconha do tipo skunk, que estava escondido entre os peixes.

As equipes policiais identificaram Kleverton como o suposto responsável por receber as drogas aqui na capital. Ele foi detido e encaminhado para o 1° Distrito Integrado de Polícia (DIP).