Sinteam denuncia casos de Covid-19 em 34 escolas em Manaus

MANAUS – O Sinteam (Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas) denunciou ao MPT (Ministério Público do Trabalho) e ao MP-AM (Ministério Público do Amazonas) que existem casos confirmados de coronavírus em 34 escolas da rede pública de ensino em Manaus. O sindicato encaminhou cópias dos exames aos órgãos de controle na tarde desta quarta-feira, 19.

A lista inclui escolas estaduais e também colégios da Polícia Militar. São 49 pessoas infectadas, entre professores e alunos, nas 34 escolas relacionadas pelo Sinteam. O sindicato alega que as informações foram confirmadas caso a caso, por meio de exames, atestados, receitas médicas e colegas que são testemunhas.

Para o sindicato, as denúncias e os casos são motivo para suspender as aulas presenciais. “Como já afirmamos, a única medida tomada pela secretaria é a sanitização do ambiente e o afastamento de um dia das atividades. Em alguns casos, param apenas um turno de aula, e logo em seguida retomam as aulas presenciais, pondo assim, trabalhadores e alunos em situação de vulnerabilidade”, disse a presidente do Sinteam, Ana Cristina Rodrigues.

O Sinteam também alega que a Seduc não está acompanhando os casos suspeitos e confirmados nas escolas. “A Seduc descumpre o próprio protocolo apresentado para o retorno da aulas presenciais, uma vez que, na página 43, cita: ‘Acompanhar a saúde dos colaboradores e alunos da escola, de seus familiares e entes próximos, sobretudo em caso de suspeita ou confirmação de contaminação por meio de atestado médico, e orientar que precisam ficar em isolamento social, no mínimo 14 dias [ausentes da escola)’ “, diz Ana Cristina.

Questionada sobre o número de infectados em escolas, a Seduc não informou e disse que o balanço semanal será divulgado na próxima sexta-feira, 21.