Semulsp realizar retira de entulhos do igarapé do Bindá

O lixo que ficou retido na tubulação impedindo o fluxo normal do igarapé do Bindá, desde a sua nascente no bairro Cidade Nova (zona Norte) até o São Raimundo (zona Oeste), onde deságua, está sendo retirado por mais de 15 trabalhadores da Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp) atuam nesta segunda-feira, 7/5, na retirada dos entulhos no canal de esgoto que fica na avenida Mário Ypiranga, próximo ao Fazendário Clube.

Segundo o subsecretário da Semuslp, Paulo Farias, o lixo acumulado nessas tubulações causa diversos problemas, como transbordamento dos rios e desgaste e deterioração das galerias por baixo das vias. “Estamos buscando percorrer o fluxo das águas para detectar a presença desses resíduos acumulados, seguindo a determinação do prefeito Arthur Virgílio Neto”, explicou.

Além da retirada dos resíduos, as equipes realizam poda das árvores presentes no canal e capinação das encostas. Materiais como garrafas pet, pneu, sacos plásticos, resto de entulho e uma geladeira foram retirados da ‘boca do esgoto’.

Balanço

Neste ano, mais de 300 ações de limpeza de igarapé já foram feitas, recolhendo mais de 2,5 mil toneladas de lixo. No ano passado, aproximadamente 1,5 mil ações de limpeza de igarapés foram realizadas pela Semulsp. O serviço retirou mais de 8 mil toneladas de dentro dos leitos que cortam a cidade. No total, a limpeza percorreu 374,7 quilômetros de extensão de rios.