Relatório aponta Amazonas à frente do RJ no ranking nacional de homicídios

Manaus – O estado do Amazonas ocupa a 12ª posição na taxa de homicídios por 100 mil habitantes, no ano de 2018, segundo dados do relatório “Atlas da Violência – 2020”, feito pelo Instituo de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Ultrapassando o estado do Rio de Janeiro, o Amazonas chegou a 37,8 (1.542 mortes em 2018) na taxa de homicídios por 100 mil habitantes.

O documento destaca que, em comparação à publicação de 2019, um fator conspirou a favor do aumento dos homicídios entre 2016 e 2017 – em alguns estados -, sobretudo do Norte e do Nordeste.

A guerra desencadeada entre as duas maiores facções penais no Brasil (Primeiro Comando da Capital – PCC e Comando Vermelho – CV) e seus parceiros locais, que eclodiu em meados de 2016, gerou número recorde de mortes no Acre, Amazonas, Pará, Ceará, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

Esses dados são gerados por meio do número de homicídios no estado, que são óbitos causados por agressão, mais intervenção legal.

O estado líder em casos de homicídios por 100 mil habitantes é Roraima, com a taxa de 71,8. Na sequência vem o Ceará, com 54,0. E, em terceiro, está o Pará com 53,2. Na sequência estão:

Rio Grande do Norte, com 52,5;

Amapá, com 51,4;

Sergipe, com 49,7;

Acre, com 47,1;

Bahia, com 45,8;

Pernambuco, com 44,1;

Alagoas, com 43,4;

Goiás, com 38,6;

Amazonas, com 37,8;

Rio de Janeiro, com 37,6; 

Tocantins, com 36,7;

Paraíba, com 31,1.

Os estados do Sul e Sudeste do país possuem as menores taxa: Rio Grande do Sul chegou a 23,8; o Paraná com 21,5; Minas Gerais com 16,0;Santa Catarina com 11,9; São Paulo, com a menor taxa, de 8,2.

Outras que contabilizaram as menores taxas de mortes, de acordo com o documento, foram Piauí (19,0), Distrito Federal (17,8) e Minas Gerais (16,0). 

Mapa do crime

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-AM), o Amazonas apresentou uma queda em 16% nos casos de homicídios registrados de janeiro a agosto de 2019 em comparação ao mesmo período de 2018.

De acordo com o levantamento realizado pelo Atlas de Violência 2019, o Amazonas apresentou um crescimento de 134,1% dos casos de homicídio entre 2007 com 715 casos no ano para 1,6 mil casos em 2017.

Fonte: EM TEMPO