Reforma da ponte do Educandos custará R$ 5,2 milhões

Manaus – Interditada parcialmente desde maio do ano passado devido ao desgaste da estrutura, a Porte Antônio Plácido de Souza – conhecida como ponte do Educandos -, na zona
sul de Manaus, começa a ser revitalizada a partir deste sábado, 26. As obras incluem, a recuperação de todo sistema arquitetônico e o custo inicial é de R$ 5,2 milhões, anunciou o prefeito Arthur Virgílio Neto, na tarde de sexta-feira, 25. A previsão é concluir os trabalhos em seis meses.

Mesmo com as obras, não haverá necessidade de interdição total. A restrição parcial será mantida com liberação de tráfego apenas para veículos de passeio. A passagem de caminhões, carretas e ônibus está proibida.

A recuperação incluir o reforço das fundações, da laje (piso) na parte superior e inferior, das colunas e longarinas. “Vimos patologias preocupantes como a exposição de armaduras. No caso da laje, vai ser recuperada tanto na parte superior quanto inferior”, disse o secretário municipal de Infraestrutura Kelton Aguiar.

Conforme o secretário, os serviços começarão pela parte de baixo da ponte para aproveitar a seca do Rio Negro. “O Rio está baixo ainda e logo logo vai subir. Temos que fazer essas intervenções nos blocos de coroamento para quando o rio chegar a ter sua cheia, possamos ter resolvido esse problema”, disse Aguiar

Inaugurada em 1975, a ponte foi sofrendo desgaste natural pelo uso frequente. Segundo o MP-AM (Ministério Público do Amazonas), Autor da ação que gerou a interdição, não recebeu a devida manutenção ao logo dos anos. A ponte tem 340 metros de extensão.