Professor de Colégio Militar em Manaus tenta dar aula com Covid-19

Manaus | Um professor de identidade não revelada foi preso nesta sexta-feira (14), após tentar dar aulas em uma escola pública situada na avenida Nilton Lins, bairro Flores, Zona Centro-Sul de Manaus, mesmo sabendo que seu diagnóstico médico apontou positivo para Covid-19.

De acordo com a tenente-coronel Jadna Barros, diretora do 5º Colégio da Polícia Militar do Amazonas, ao ser questionado sobre o que estava fazendo na escola sabendo que estava doente, ele teria respondido: “Gosto é de contaminar”.

Pelo risco de transmissão aos alunos e outros colegas de trabalho, o docente recebeu voz de prisão da diretora e foi encaminhado ao 1° Distrito Integrado de Polícia (DIP).

No dia 5 de agosto deste ano, o professor apresentou na escola um exame positivo para Covid-19. De acordo com a documentação, ele ainda estaria no período de transmissão da doença.

A ocorrência foi registrada como crime contra saúde pública.

Polícia Militar

Em nota, a Polícia Militar do Amazonas informou que registrou um boletim de ocorrência contra o profissional. Além de registrar o BO, a gestão da unidade de ensino irá adotar medidas administrativas em relação a conduta do professor que poderá resultar no afastamento de suas funções, caso seja comprovado que ele estava em período de transmissão da doença e mesmo assim frequentou às aulas.

A Polícia Militar afirmou, ainda, que vai seguir o protocolo de sanitização que é de desinfecção da escola e o afastamento do professor e vai avaliar junto à Seduc já na segunda-feira a retomada das aulas.

A instituição salientou que tem tomado todas as medidas sanitárias necessárias nas unidades de ensino militares, a fim de garantir a saúde e o bem-estar tanto do corpo discente quanto do docente.

Edição: David Richard