Preso segundo envolvido que matou pai quando empinava pipa com filho em Manaus

Manaus – Um homem de 22 anos foi preso suspeito de homicídio na comunidade Parque Santa Etelvina, bairro Lago Azul, na Zona Norte de Manaus. Segundo a polícia, o suspeito e outros dois comparsas mataram a vítima a tiros no momento em que empinava pipa com um filho. O motivo do crime seria uma dívida de uma arma que pertencia ao grupo apreendida pela polícia em uma abordagem ao homem que foi morto.

De acordo com o delegado Paulo Martins, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o crime aconteceu no dia 8 de julho. O suspeito e outros dois homens foram até a comunidade Parque Santa Etelvina, onde a vítima morava, em um carro.

“O homem empinava pipa com o filho, quando os três passaram no carro. Dois deles desceram, atiraram contra o homem e fugiram. Em nenhum momento se preocuparam em se esconder e o crime foi registrado em imagens de câmeras de segurança, o que nos ajudou a identificá-los”, disse Martins.

Ainda conforme o delegado, após o crime, a Dehs começou a investigar e identificou os três envolvidos no crime. Um deles foi preso dias após. Um mandado de prisão foi expedido em nome do segundo, que foi preso no dia 9 de agosto e apresentado em uma coletiva de imprensa nesta terça-feira (20), no bairro Redenção, Zona Centro-Oeste de Manaus, onde morava.

“Eles contam que cometeram o crime porque a vítima havia sido abordada pela polícia e estava com uma arma que era deles. A arma foi apreendida, o homem foi levado para a delegacia e depois foi liberado para responder em liberdade. Por ter perdido a arma, eles cobraram o valor dele, mas não pagou. Foi quando decidiram matar ele”, explicou o delegado.

O segundo preso deve responder pelo crime de homicídio qualificado. Após os procedimentos cabíveis na delegacia, ele deve ser encaminhado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).