Prefeitura quer empréstimo de R$ 300 milhões e levanta suspeita sobre saúde financeira de Manaus

Redação
0 0
Tempo de leitura:1 Minuto, 14 Segundo

Manaus – A prefeitura de Manaus está em busca de um empréstimo no valor de R$ 300 milhões junto ao Banco do Brasil para dar continuidade às obras de infraestrutura urbana e recuperação das ruas e avenidas da cidade.

O empréstimo, considerado alto para os padrões de uma cidade do tamanho de Manaus, será pago em dez anos. Isso significa que o prefeito Arthur Neto deixará uma grande dívida que será paga pelos próximos prefeitos, comprometendo a capacidade de gestão e investimento das futuras administrações.

A liberação do empréstimo depende de autorização da Câmara Municipal de Manaus, onde o prefeito tem apoio da maioria dos vereadores. Isso significa que o projeto de lei n. 36/2020 passará com facilidade pelo Legislativo Municipal.

Falta ao prefeito explicar melhor como serão aplicados os R$ 300 milhões. Na Câmara circula a informação que os recursos serão usados também na reforma da maternidade Moura Tapajós e dos terminais de ônibus T4 e T5, porém a prefeitura não confirmou a notícia.

O que levanta suspeita sobre a liberação do empréstimo são as declarações do prefeito, que disse que as contas do Executivo estão em ordem e os cofres municipais cheios de dinheiro.

Se as contas estão em dia e a prefeitura tem capacidade financeira para investir em obras, por que obter um empréstimo tão alto e comprometer as futuras gestões do município? Será que a boa saúde financeira de Manaus é apenas propaganda para eleger um sucessor em ano eleitoral?

Fonte: A repórter

Happy
Happy
0
Sad
Sad
0
Excited
Excited
0
Sleepy
Sleepy
0
Angry
Angry
0
Surprise
Surprise
0
PRÓXIMA PUBLICAÇÃO

Juntas comerciais terão regras para prevenir lavagem de dinheiro

Instrução normativa publicada no Diário Oficial da União de hoje (11) pelo Ministério da Economia estabelece obrigações das juntas comerciais, no sentido de prevenir atividades de lavagem de dinheiro e de financiamento ao terrorismo. O texto prevê também obrigações com relação à indisponibilidade de ativos de pessoas naturais e jurídicas, bem como […]