Policiais civis fecham casa de prostituição infantil em Manaus

(Foto: Divulgação)

Manaus – Nesta sexta-feira (24), por volta das 16h, três pessoas foram presas em uma casa de exploração sexual de adolescentes no bairro Parque Dez de Novembro, Zona Centro-Sul de Manaus. Dentre os presos, estão duas mulheres que gerenciavam o local, identificadas como Deise Cristina Ferreira, de 31 anos, e Érika Pereira Fontenele, 30. Além do corretor de imóveis, Sebastião da Silva Barbosa, 52, que era cliente e estava mantendo relações sexuais com uma adolescente no momento da operação.

As prisões foram resultado da operação “Lupanar” deflagrada pela Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca). Segundo a delegada Joyce Coelho, titular da Depca, as investigações iniciaram após denúncias de que adolescentes estariam morando no imóvel e sendo exploradas sexualmente.

“Após as denúncias, nós representamos à Justiça o pedido de busca e apreensão no local e hoje nós conseguimos confirmar que a informação procedia. No local, haviam duas adolescentes e elas confessaram que estavam sendo abusadas sexualmente. Uma delas já tinha inclusive atendido um cliente hoje (24)”, explicou Coelho.

Os policiais civis prenderam as duas gerentes da casa, em flagrante, e um cliente que estava mantendo relações sexuais com uma adolescente. Vários materiais foram apreendidos, como folders do local,  aparelhos celulares, eletrônicos, caixa registradora e caderno com anotações referentes aos programas sexuais.

Cliente fidelidade 

Dentre os objetos apreendidos estão os cartões fidelidade. A cada dez programas sexuais, o cliente assíduo ganhava um programa sexual gratuito com uma adolescente.

Os presos e os materiais apreendidos foram conduzidos ao prédio da Depca, onde serão adotados os procedimentos cabíveis.

Fonte: EmTempo