Polícia Federal descarta lavagem de dinheiro em acordos de Flávio Bolsonaro

A Polícia Federal concluiu que o senador Flavio Bolsonaro não cometeu lavagem de dinheiro e nem falsidade ideológica em sua declaração de bens em 2018 e transações de imóveis.

O relatório final da PF deve ser apresentado nos próximos dias.

Em nota, o advogado do senador, Frederick Wassef, disse que o desfecho da investigação da PF “reforça a inocência de Flávio Bolsonaro” e que os investigadores “entenderam que não há indício de crime ou qualquer irregularidade e que, portanto, a denúncia não tem fundamento”.

Por fim, assegurou que “tudo isso deixa ainda mais evidente que o parlamentar enfrenta uma campanha de perseguição movida por forças com interesses escusos” e que “a defesa acredita na Justiça brasileira e tem certeza que a verdade prevalecerá”.