Polícia Civil recupera moto furtada e prende dupla por receptação no bairro Crespo

Redação
0 0
Tempo de leitura:1 Minuto, 21 Segundo

Manaus/AM – A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv), sob o comando do delegado Rafael Allemand, titular da unidade policial, prendeu em flagrante, na tarde de quarta-feira (18/4), por volta das 17h, Alexsandro Ribeiro Portela, 18, conhecido como “Pato”, e Marcos Lucas da Costa Rodrigues, 18, chamado de “Porô”, por receptação. Com a dupla foi recuperada uma motocicleta furtada.

De acordo com a autoridade policial, as diligências em torno do caso foram iniciadas após o recebimento de delação anônima, feita ao número (92) 99110-1763, o disque-denúncia da especializada, informando que dois indivíduos estariam tentando vender uma moto em uma oficina situada no bairro Crespo, zona sul da capital.

“Nos deslocamos até o endereço indicado, onde encontramos a dupla e uma motocicleta da marca Honda, modelo Pop 100, de cor vermelha, com o chassi adulterado. Ao serem confrontados pela nossa equipe, Alexsandro e Marcos confessaram que haviam comprado o veículo em um site de compra e venda, por R$ 1,5 mil, e estavam tentando revendê-lo”, informou Allemand.

Conforme o titular da Derfv, durante consulta ao Sistema Integrado de Segurança e Pública (Sisp) foi verificado que Marcos já tinha passagem pela polícia por receptação. “Vale ressaltar que conseguimos localizar o dono da motocicleta achada com os infratores e ainda ontem devolvemos o veículo”, enfatizou.

Alexsandro e Marcos foram autuados em flagrante por receptação. Ao término dos procedimentos na unidade policial, eles foram levados para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona sul da capital.

Happy
Haha
0
Sad
Triste
0
Excited
Amei
0
Sleepy
Tédio
0
Angry
Raiva
0
Surprise
Uau
0
PRÓXIMA PUBLICAÇÃO

Servidores participam de palestra sobre regras previdenciárias

“Não quero ficar em casa vendo o tempo passar, tenho que transmitir conhecimento para outras pessoas que vêm depois de mim”. Aos 75 anos e mais de 50 anos de trabalho, a servidora municipal Marlise Pereira nem pensa em se aposentar. Assim como Marlise, muitos servidores municipais não se preparam […]