Polícia Civil elucida caso de homicídio com a ajuda de policiais militares a partir de prisão de jovem envolvida no delito

Redação
0 0
Tempo de leitura:2 Minuto, 59 Segundo

Manaus – A Polícia Civil do Amazonas, representada pelo delegado Jeff David Mac Donald, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), falou na tarde desta sexta-feira (18/5), às 14h30, durante coletiva de imprensa realizada no prédio da unidade policial, sobre ação conjunta com policiais militares da Força Tática, que resultou no cumprimento de mandado de prisão preventiva por homicídio qualificado, em nome de Larissa Pereira Simplício, 20, chamada de “Formiguinha”, envolvida na morte de John Kenned Lira da Costa. A vítima tinha 21 anos.

De acordo com a autoridade policial, o crime aconteceu na última sexta-feira (11/5), na travessa Carabuçu, quarta etapa do bairro Jorge Teixeira, zona leste de Manaus. Conforme Mac Donald, um jovem de 18 anos, que teve participação ativa no delito, tinha 17 anos no dia da ação criminosa. Ele foi identificado e localizado para prestar esclarecimentos na DEHS em torno do caso.

“No dia do fato, a dupla estava em uma motocicleta da marca Honda, modelo CG 150, de cor preta e placa JXY- 9711. Em posse de uma arma de fogo, o então adolescente abordou a vítima e exigiu que John Kenned entregasse o celular que carregava, mas a vítima só entregou uma carteira porta-cédulas. Larissa estava conduzindo a moto utilizada na ação criminosa, levando uma bebê no veículo. Quando o infrator retornou à moto a vítima reagiu, sendo alvejada por um disparo de arma de fogo efetuado pelo então adolescente”, explicou o titular da DEHS.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Mac Donald informou que a vítima ainda foi socorrida com vida e conduzida até um hospital da capital, onde veio a óbito na segunda-feira (14/5). “Conseguimos localizar os infratores após os policiais militares receberam denúncia anônima, informando que uma dupla estaria realizando roubos naquela região do bairro Jorge Teixeira. Os elementos foram trazidos para a especializada na quinta-feira (17/5) e logo nós os identificamos como responsáveis pelo homicídio de John Kenned”, argumentou.

No prédio da unidade policial, durante depoimento, os infratores confessaram a autoria do homicídio. Segundo o delegado, os dois concordaram em cometer um roubo naquele dia, mas há controvérsias sobre quem teve a ideia inicial. Após a constatação dos fatos, Mac Donald representou à Justiça o pedido de prisão preventiva por homicídio qualificado em nome de Larissa. A ordem judicial foi expedida nesta sexta-feira (18/5), pelo juiz Alcides Carvalho Vieira Filho, no Plantão Criminal.

“Já o jovem que participou do crime completou 18 anos na segunda-feira (14/5), data em que a vítima veio a óbito. Ele vai responder pelo delito como menor de idade. Nossa equipe também apreendeu a moto utilizada no crime. Larissa afirmou ser dela, mas ainda iremos verificar se existe alguma restrição durante o Inquérito Policial. Um fato curioso que verificamos, por meio das imagens captadas, é que no momento do crime, uma bebê estava no tanque da motocicleta conduzida por Larissa. A jovem alegou que a bebê seria filha de um usuário de drogas daquela região, mas também vamos verificar essa situação ao longo do Inquérito Policial”, esclareceu o delegado.

Em consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp) foi constatado que Larissa já tinha passagem por receptação. A infratora foi indiciada por homicídio qualificado e também responderá por roubo majorado. Após os trâmites legais na unidade policial, a jovem será encaminhada ao Centro de Detenção Provisória Feminina (CDPF), onde irá ficar à disposição da Justiça.

O comparsa de Larissa será levado para a Delegacia Especializada em Apuração de Atos de Infracionais (Deaai), onde serão adotados os procedimentos cabíveis.

Happy
Haha
0
Sad
Triste
0
Excited
Amei
0
Sleepy
Tédio
0
Angry
Raiva
0
Surprise
Uau
0
PRÓXIMA PUBLICAÇÃO

Sema proíbe a pesca comercial em uma área 74 mil hectares, de Manaus até Itacoatiara

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) instalou, nesta sexta-feira (18/05), na comunidade Caramuri, no município de Rio Preto da Eva (distante 57 quilômetros de Manaus) a primeira placa informativa de proibição da pesca comercial em uma área de mais de 74 mil hectares de extensão, que abrange também […]