Pastor tortura esposa e transmite agressões ao vivo nas redes sociais

Um pastor evangélico de 40 anos foi preso após torturar e fazer a esposa de refém por 12 horas, chegando a transmitir imagens de agressões nas redes sociais. O caso aconteceu em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

Segundo informações do site Campo Grande News, Jesus Gorgs, de 40 anos, acreditava que a esposa, de 55, estava mantendo relações extraconjugais com um fiel da igreja da qual ele é pastor. Por causa disso, ele começou a torturá-la e fazer transmissões ao vivo no Facebook. Vizinhos e colegas viram o vídeo e acionaram a polícia.

Ainda segundo o site, no local, armado com uma tesoura, o pastor afirmou que furaria os olhos da esposa e a mataria caso policiais se aproximassem. Após horas de negociação, ele liberou a mulher e foi preso.

A vítima foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros com hematomas. O pastor deve responder por cárcere privado e tortura. Ele teria justificado a agressão com uma recaída no mundo das drogas.

Vídeo: Divulgação