Padrasto é preso por estuprar enteada durante 3 anos em Manaus

Manaus – Um homem de 36 anos foi preso nesta sexta-feira (21), em cumprimento de mandado de prisão preventiva, pelo crime de estupro de vulnerável contra sua enteada, de 16 anos. A prisão ocorreu na Avenida Itaúba, bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus.

De acordo com a delegada Joyce Coelho, responsável pela Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), a adolescente foi abusada durante três anos e não contava para os familiares por medo do homem, que a ameaçava.

“Trata-se de um foragido, desde que houve a denúncia, um ex-padrasto, que abusava sexualmente da entenda, na ausência da mãe, quando a menina contou os fatos tinha 14 anos, mas isso já ocorria desde os 12, então assim que a mãe soube do crime fez o que deveria, noticiou o fato à polícia”, explicou Joyce Coelho.

Após a denúncia da mãe, o inquérito policial foi aberto e encaminhado à justiça, que expediu o mandando de prisão preventiva em nome do ex-padrasto. Nesta sexta-feira, após receber denúncia anônima, a equipe da Depca efetuou a prisão do suspeito.

Ainda de acordo com a delegada Joyce, a menina contou que era abusada para uma prima e, só depois, a mãe soube e fez a denúncia.

“Muitas vezes a vítima não conta diretamente para genitora com medo. Inclusive um dos argumentos que ele usava para ameaçar a adolescente era dizer que a mãe acreditaria muito mais nele do que na filha, e a vítima acreditava na versão dele e, por isso, manteve o segredo e foi abusada durante três anos”, contou Joyce.

O homem foi autuado por estupro de vulnerável e será encaminhado para a Central de Recebimento e Triagem (CTR), e ficará à disposição da justiça.