MP cria força-tarefa para investigar denúncias de corrupção em Coari

Manaus – A procuradora-geral de Justiça do Ministério Público do Estado (MPE-AM), Leda Mara Nascimento Albuquerque, determinou, nesta segunda-feira (12), que fosse criada uma força-tarefa para apurar os crimes de corrupção em Coari (a 363 quilômetros a oeste de Manaus). A determinação foi assinada um dia após o programa ‘CÂMERA RECORD’, da TV RECORD, ter veiculado uma matéria de cunho nacional sobre os mandos e desmandos da família Pinheiro, naquela cidade.

De acordo com a Portaria nº 2259/2019, Leda Mara estabelece que o grupo de trabalho terá como objetivo “atuar nos feitos judiciais e extrajudiciais das 1ª e 2ª Promotorias de Justiça da Comarca de Coari”. Ainda segundo o documento, a força-tarefa deverá ser coordenada pelo promotor Weslei Machado Alves e composta pelos promotores Leonardo Tupinambá do Valle, Fabrício Santos Almeida, Fábia Melo Barbosa de Oliveira e Gabriel Salvino Chagas do Nascimento.

Conforme a portaria, o prazo estabelecido pela procurado-geral de Justiça do Estado para que os trabalhos sejam concluídos é de 60 dias.

Escândalo

O ex-prefeito de Coari, Adail Pinheiro, e seus familiares foram tema de uma reportagem especial exibida, neste domingo (11), no programa ‘CÂMERA RECORD’, da TV RECORD. A matéria apresentou esquema de corrupção que, segundo o programa, retirou milhões dos cofres públicos da cidade que é rica em petróleo.

Adail Pinheiro, atualmente, cumpre pena após condenação por corrupção e aliciamento de menores no município de Coari. Atual prefeito da cidade, Adail Filho, filho dele, é acusado de desviar dinheiro público para os amigos, e a irmã dele, a médica Mayara Pinheiro, foi eleita deputada estadual, nas Eleições de 2018, sendo a mais votada no Amazonas.

 

Deixe seu comentário