19 de janeiro de 2022

Portal Amazon News

Conecta você à notícia

Meninas denunciam abuso sexual na escola e são acusadas de ‘provocar’ colega

1 0

Três meninas buscaram apoio das autoridades após denunciarem casos de abuso sexual sofridos dentro de uma escola. No entanto, a denúncia tomou proporções inesperadas depois que o estabelecimento de ensino insinuou que a situação era de responsabilidade das jovens agredidas.

Conforme a publicação feita pelo Meganoticias, a situação aconteceu na cidade de Catamarca, região norte da Argentina.

Ao menos três alunas do Colégio Guadalupe de Valle Viejo relataram terem sido abusadas sexualmente por dois colegas de escola.

Segundo informações, o caso teria sido levado às autoridades pela mãe de uma das meninas, que acusou os dois adolescentes pelo crime de abuso sexual e por ameaçarem as meninas para que não contassem a ninguém sobre os abusos sofridos.

“Elas provocaram”

Quando a denúncia foi levada à administração da escola, a situação ganhou proporções inesperadas. As alunas não receberam qualquer suporte por parte da escola além de surgirem insinuações de que as mesmas seriam culpadas pelo acontecido.

Victor García, advogado responsável por representar as meninas, declarou: “As meninas foram responsabilizadas, disseram que foram elas que causaram isso e que os acusados seriam completamente inocentes na situação”. A declaração foi dada logo após um encontro entre os pais das meninas e um dos padres encarregados pelo colégio.

García ainda destacou que a administração da escola optou por trancar as meninas em uma sala de aula, proibindo-as de sair para os intervalos e fechando as janelas para que não tivessem contato com os acusados.

“O próprio diretor da escola, o padre Juan Ramón Cabrera, disse que não queria que isso fosse levado para fora da escola e nesta situação decidimos levar as denúncias adiante e agora esperamos pela decisão da justiça”, afirma o advogado.

Ele ainda reforça que o principal objetivo da ação judicial é que “outros alunos não sofram uma situação semelhante”.

Vítima de assédio decide agir contra o agressor

Outro caso referente a assédio sexual repercutiu na internet nos últimos dias. Uma trabalhadora chinesa agrediu o chefe com um esfregão após estar cansada dos abusos cometidos por ele.

Segundo a publicação, ela estava cansada das constantes importunações sexuais e decidiu colocar um fim na situação. A matéria na íntegra, e o vídeo do momento em que ela toma uma atitude, podem ser vistos no nosso parceiro Nova Mulher.

Publicado por: David Richard

Happy
Haha
0
Sad
Triste
0
Excited
Amei
0
Sleepy
Tédio
0
Angry
Raiva
0
Surprise
Uau
1