Mais um é executado na guerra de facções na Compensa. Até quando?

Manaus – Mais um homicídio foi registrado na Compensa, bairro da Zona Oeste de Manaus. Denei Nunes Marinho, conhecido como “mau mau”, de 38 anos, foi morto com vários tiros na manhã desta segunda-feira (3).

Pelo menos seis criminosos, segundo testemunhas, encurralaram “mau mau” em um rip-rap na rua da Prosperidade, mesmo local onde, semana passada, Antônio Felipe Carvalho de Freitas, de 23 anos, foi morto com cinco tiros.

Segundo o major Sautelo da 8ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), mau mau já tinha passagens pela polícia e foi morto por volta das 11h.

“A execução é devido a uma facção rival, que por algum motivo, buscava a morte do Denei, mas há indícios de que o problema seria por ele ser de uma facção, que estaria perdendo espaço na área”, disse o Major.

Segundo Sautelo, vários homens cometeram os disparos. “Seis haviam participado deste atentado, e, aparentemente e visualmente, ele foi atingido com seis disparos, mas a perícia irá dizer com exatidão”, explicou o Major.

Até o momento ninguém foi preso. Após a perícia do Departamento de Polícia Técnico-Científico (DEPTC – AM), o corpo foi removido ao Instituto Médico Legal (IML).

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) irá investigar mais esse assassinato, que tem caraterísticas de execução.

Guerra na Compensa

Na noite de domingo (2), foi registrado outro atentado. Endreo Lima Torres, de 25 anos, foi baleado com 6 tiros em diversas partes do corpo, no beco Benayon.

Ele foi levado para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias, onde recebeu o primeiro atendimento médico e depois foi transferido para o Hospital 28 de agosto, na Zona Centro-Sul da cidade. O estado de saúde dele não foi divulgado.

Na semana passada, o bairro registrou homicídios, tentativas de homicídios, além de tiroteios. O fato, segundo a polícia, é devido a disputa entre integrantes de facções rivais, que brigam por território.