Mãe protege as filhas e é brutalmente chicoteada pelo marido

Redação
0 0
Tempo de leitura:1 Minuto, 20 Segundo

Mato Grosso – Uma jovem de 22 anos foi brutalmente agredida pelo marido, de 25, no fim da tarde dessa quarta-feira (4), em uma fazenda em Tangará da Serra (240 km de Cuiabá). A gravidade foi tamanha que os policiais que atenderam a ocorrência ficaram chocados com o que viram.

Conforme o boletim de ocorrência, tudo começou porque o marido da vítima se enfureceu com o choro da filha recém-nascida e tentou agredir a menina e a irmã, de um ano.

A mãe teve que pensar rápido e escolher entre defender a si mesma, ou às filhas e rapidamente se colocou à frente das crianças.

Com isso, ela foi atingida por várias chicotadas. O suspeito utilizou uma corda com vários nós e deu golpes na esposa mais de dez vezes, deixando marcas tão fortes no corpo dela, que causaram espanto nos policiais que atenderam a ocorrência.

Além das agressões, o suspeito xingou a mulher de vários nomes e rasgou algumas roupas das filhas do casal.

A mulher aproveitou um momento de distração do marido para conseguir fugir e pedir carona em um veículo que trafegava em uma estrada próxima à fazenda.

Segundo o boletim de ocorrência, o acusado já havia agredido a esposa em outra ocasião e ela o denunciou, fato registrado na delegacia de Nova Olímpia (210 km de Cuiabá). Nessa primeira ocorrência, ele chegou a ser encaminhado ao presídio de Barra do Bugres (170 km da Capital), mas foi liberado mediante pagamento de fiança.

Desta vez o caso foi registrado como injúria, lesão corporal e ameaça contra a esposa e ameaça também contra as filhas.

Happy
Haha
0
Sad
Triste
0
Excited
Amei
0
Sleepy
Tédio
0
Angry
Raiva
0
Surprise
Uau
0
PRÓXIMA PUBLICAÇÃO

Vovô tarado é flagrado tendo relações sexuais com uma vaca no meio do mato

Um tailandês de 69 anos foi multado em cerca de 36 reais (nove dólares) após ser flagrado fazendo sexo com uma vaca. A punição, porém, não foi pelo ‘ataque’ ao animal, mas por ficar nu em espaço público. Ele arrastou o animal para os arbustos. Os vizinhos flagraram o ato […]