Luciano Hang, dono da Havan, recebeu parcela do auxílio de R$ 600

Nesta segunda-feira (2), o grupo Anonymous Brasil, que vazou informações do presidente Bolsonaro, seus filhos e aliados, revelou que o bilionário empresário, Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan, recebeu a primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600.

De acordo com a Forbes, Hang está na lista de bilionários brasileiros. No entanto, o benefício visa ajudar pessoas de baixa renda, trabalhadores autônomos ou informais e microempreendedores individuais (MEIs), o que não é o caso de Hang.

A fortuna do empresários está avaliada em US$ 2,2 bilhões (cerca de R$ 11,5 bilhões pela cotação de hoje da moeda norte-americana).

Por conta do vazamento das informações, ainda não é possível saber se os dados de Hang foram usados por terceiros ou se, de fato, ele pediu o auxílio de R$ 600. Mesmo assim, o pagamento ocorreu. Hang se defendeu nas redes sociais, afirmando que a solicitação não foi feita por ele. VEJA:

Segundo o site, o pedido de Luciano Hang teve o pedido aprovado e o crédito depositado. Entretanto, a conta de destino, e as datas do depósito não são informadas.

Mas o portal mostra que a conta esta sendo reavaliada, conforme a mensagem. “Seu cadastro foi identificado com indícios de desconformidades com a Lei 13.982/2020 e está sendo reavaliado.”