Líder de facção criminosa do Brasil é preso no Paraguai

O Ministério Público do Paraguai anunciou nesta quarta-feira (5) que policiais do país prenderam Guilherme Antonio Vieira, o Xiru, apontado como líder da organização criminosa Primeiro Grupo Catarinense, durante uma operação na cidade de Capitán Bado, no departamento de Amambay.

Condenado no Brasil por tráfico de drogas e de armas, assim como por organização criminosa, Xiru fugiu de um presídio no Rio Grande do Sul. Ele foi detido com outros dois brasileiros, que estavam em uma casa nas proximidades da fronteira com o Mato Grosso do Sul, segundo comunicado divulgado pelo MP.

Colaboração entre Brasil e Paraguai

De acordo com as informações sobre a prisão, a operação foi resultado da colaboração dos setores de inteligência das forças de segurança de Paraguai e Brasil, que visam combater o crime transnacional.

De acordo com informações veiculadas pela imprensa paraguaia, o Primeiro Grupo Catarinense atua no tráfico de drogas de grande escala do Peru para o Brasil, com passagem no território do Paraguai, onde já atuam o Primeiro Comando da Capital (PCC) e o Comando Vermelho.

No mês passado, o governo paraguaio anunciou a fuga de 70 integrantes do PCC de um presídio de Pedro Juan Caballero, capital do departamento de Amambay.