Portal Amazon News

Conecta você à notícia

2 0

Manaus – A Lei nº 5.827/2022, que estabelece um tempo máximo que o consumidor pode esperar para ser atendido foi sancionada. Estabelecimentos como concessionárias públicas de água, luz e telefone, casas lotéricas, prestadores de serviços de educação e saúde privados, entre outros, terão prazos para atender clientes.

Pela nova legislação, o consumidor é considerado vulnerável em relação às práticas mercadológicas que causarem desperdício de tempo indevido ou desnecessário.

Sancionada em abril deste ano, a Lei nº 5.827 regula um tempo hábil para o atendimento ao cidadão, de no máximo até 50 minutos.

Fiscalização

Assim como acontece com a fiscalização da Lei das Filas que estabelece prazo para atendimentos bancários, o Procon-AM seguirá verificando o cumprimento da lei pelos estabelecimentos.

O Procon-AM destaca que, para que o consumidor consiga indenização perante a Justiça, é necessário recorrer ao Poder Judiciário, não ao Procon-AM. O órgão de fiscalização garante que os estabelecimentos não violem a lei, ou que, caso violem, sejam devidamente multados.

Confira os prazos previstos na Lei nº 5.827

  • Dias normais: 15 minutos
  • Vésperas e após feriados: 20 minutos
  • Dias de pagamento de servidores públicos (municipais, estaduais e federais): 25 minutos

Nas agências bancárias e seus correspondentes, estabelecimentos de crédito e casas lotéricas, os serviços mais complexos que exigem análise documental atenderão aos seguintes prazos:

  • Dias normais: 30 minutos
  • Vésperas e após feriados prolongados: 40 minutos
  • Dias de pagamento de servidores públicos (municipais, estaduais e federais): 50 minutos

Publicado por: David Richard

Happy
Haha
1
Sad
Triste
0
Excited
Amei
0
Sleepy
Tédio
0
Angry
Raiva
0
Surprise
Uau
1