Identidade visual do Festival Amazonas de Ópera cria cenário fantástico com elementos de cada ópera

Redação
0 0
Tempo de leitura:3 Minuto, 47 Segundo

Um universo em que convivessem os elementos de cada obra foi a ideia central para a criação da identidade visual do 21º Festival Amazonas de Ópera (FAO), que acontece até 2 de junho. Elementos mesclados do ambiente de cada história e personagens escondidos estão na peça que agora vai fazer parte de um desafio nas redes sociais da Secretaria de Estado de Cultura (SEC).

O FAO 2018 é uma realização do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), com patrocínio do Bradesco Prime – que celebra 10 anos de parceria com o festival –, incentivo do Ministério da Cultura (Minc) por meio da Lei Rouanet; além do apoio da Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC) e da Aliança Francesa.

Segundo a assessora de marketing da SEC, Karla Colares, a arte final, criada pelo designer Bruno Richelle, e o conceito surgiram em parceria com o Departamento de Marketing da secretaria e com o diretor artístico adjunto do FAO, o maestro Marcelo de Jesus.

“O maestro Marcelo de Jesus nos apresentou os elementos de cada ópera e pediu que cada uma tivesse suas características representadas na arte. Foi então que decidimos criar um cenário fantástico”, explica.

Elementos utilizados – Envolvida na cor azul, representando o vulcão da obra Kawah Ijen, a arte apresenta o barco de “Florencia en el Amazonas”, a floresta de “Dessana Dessana”, e esconde personagens e elementos das óperas “Faust” e “Acis and Galatea”. O maestro Marcelo de Jesus declarou que a ideia de colocar “easter eggs” – elementos de referência escondidos – surgiu durante o processo de criação do cenário.

“A ideia que apresentei para o designer Bruno Richelle era para que juntássemos os elementos de uma forma que não fosse apenas informativa, mas artística, que enriquecesse ainda mais o Festival. Então, quando vi pela primeira vez o barco de ‘Florencia’ na arte, pensei que poderia ter alguém dentro do barco, então o Bruno criou não apenas um, mas vários ‘easter eggs’ para serem encontrados”, revela o maestro.

Desafio – A SEC lançou um desafio especial com a identidade visual do FAO para que o público descubra onde estão os personagens de cada ópera. A arte foi lançada em um formato especial no Instagram da Secretaria com as instruções para o público jogar.

“É importante que o público conheça essa identidade e se interesse ainda mais pelas obras do FAO”, diz a assessora de marketing, Karla Colares.

De acordo com Marcelo de Jesus, o desafio envolvendo a identidade visual se alinha aos formatos contemporâneos que foram lançados na programação do 21º FAO. “É mais uma forma de provocar com a arte, dessa vez usando a identidade visual, algo que ainda não tínhamos feito. Isto se equivale aos eventos de intervenção artística e projetos como o ‘Ópera Delivery’, que são novas formas de automodernização”, diz Marcelo.

Festival Amazonas de Ópera – Neste ano, o Festival conta com a apresentação de cinco óperas: “Faust”, “Dessana Dessana”, “Florencia en el Amazonas”, “Acis and Galatea” e a estreia mundial “Kawah Ijen (Vulcão azul)”. Os ingressos estão disponíveis na bilheteria do Teatro Amazonas e no site www.aloingressos.com.br, com valores que vão de R$ 5 a R$ 60.

Durante a temporada de ópera, também acontecerão atividades paralelas nos centros de convivências, shoppings, nos municípios de Manacapuru, Iranduba (no distrito do Cacau Pirera) e em Novo Airão; além do “Ópera delivery”, que levará sessões exclusivas de trechos de obras à casa dos amazonenses, e do projeto “Ópera Studio”, da Escola Superior de Artes e Turismo da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), que apresentará “La Boheme”, de Giacomo Puccini, no Teatro da Instalação.

Sobre o Bradesco Cultura – Com mais de 350 projetos patrocinados anualmente, o Bradesco acredita que a cultura é um agente transformador da sociedade. O Banco apoia iniciativas que contribuem para a sustentabilidade de manifestações culturais que acontecem de norte a sul do País, reforçando o seu compromisso com a democratização da arte. Com apoio a eventos regionais, museus, feiras, exposições, centros culturais, orquestras, musicais e muitos outros, a instituição tem, ainda, uma plataforma de naming rights com o Teatro Bradesco, que conta com unidades em São Paulo e Rio de Janeiro. Em 2018, já passaram pela Temporada Cultural do Bradesco as exposições Julio Le Parc, Mira Schendel e Hilma af Klint, o espetáculo Bibi Ferreira e o Lollapalooza Brasil. Estão em cartaz os musicais Peter Pan e Ayrton Senna, além de diversas atrações confirmadas ao longo do ano, como os festivais de Parintins, Tiradentes, a festa junina de São João do Caruaru, ArtRio, MIMO e MADE, entre outras.

Happy
Haha
0
Sad
Triste
0
Excited
Amei
0
Sleepy
Tédio
0
Angry
Raiva
0
Surprise
Uau
0
PRÓXIMA PUBLICAÇÃO

Semsa realiza busca ativa de casos de tuberculose e hanseníase

A partir desta terça-feira, 8/5, uma equipe de profissionais de Saúde da Semsa visitará seis aldeias da calha do rio Cuieiras, zona rural ribeirinha de Manaus, para realizar inquérito na busca por casos suspeitos de tuberculose e hanseníase nas localidades. A ação é realizada anualmente pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), […]