Hotel Cassina será restaurado para abrigar empresas de tecnologia e criação

Redação
0 0
Tempo de leitura:2 Minuto, 29 Segundo

Manaus – Como parte do programa “Manaus Histórica”, o antigo Hotel Cassina, localizado no Centro de Manaus, passará por uma obra de restauração. O projeto de intervenção foi aprovado pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). De acordo com a prefeitura, o valor da obra é de R$ 12.964.868,25, que será pago com recursos do próprio tesouro municipal. O prazo estimado para conclusão do serviço é de um ano. Após a reconstrução, o plano é instalar no local um polo para empresas de tecnologia e criação, como startups.

O lançamento do projeto foi realizado na manhã desta quarta-feira (18), pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, durante coletiva de imprensa no local do antigo hotel, na esquina das ruas Bernardo Ramos e Governador Vitório.

“Quando os tempos econômicos eram outros, a ideia inicial era fazer um hotel e passar para a iniciativa privada. Depois surgiu a possibilidade, que é o que eu desejo, de transformar esse antigo templo da economia 4.0, de entrega aos jovens que gostam de trabalhar com informática, fazer um polo de startups”, disse o prefeito.

Além do emblemático Hotel Cassina, outras obras do Centro estão em processo de revitalização, como a Biblioteca Municipal e a antiga Câmara, que integram o conjunto de construções que serão restauradas pela prefeitura em homenagem aos 350 anos da capital, comemorados no dia 24 de outubro.

Ele afirmou ainda que o projeto e a maquete do centro tecnológico já foram desenvolvidos. Apesar do prazo inicial estimado em 365 dias, o prefeito espera que a obra seja entregue em 10 meses.

Projeto

Para o diretor-presidente do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), Cláudio Guenka, o projeto visa retomar o uso, o respeito e a valorização dos prédios históricos da cidade. “Precisamos reabilitar o centro histórico de Manaus, incentivar a população a frequentá-lo novamente, oferecendo segurança e valor necessário”, afirmou.

A obra, segundo o prefeito Arthur Neto, prevê revitalizar a estrutura da maneira mais fiel possível ao projeto original, com a conservação das fachadas e da vegetação na parte inferior.

Com dois pavimentos, o térreo terá um pé direito duplo para a recepção, enquanto o segundo andar contará com um terraço panorâmico. O projeto prevê o uso da cor branca na fachada para unificar os diferentes materiais utilizados e evidenciar as características da fachada histórica por contraste.

História

O prédio icônico, construído em 1899, está localizado na esquina das ruas Bernardo Ramos e Governador Vitório.

O antigo prédio do Hotel Cassina oferecia hospedagem de primeira classe aos comerciantes ricos, atores teatrais, políticos e coronéis que passavam por Manaus. Posteriormente, na década de 1920, o empresariado local passou por prejuízos financeiros e vendeu a propriedade. O local se transformou no Cabaré Chinelo e recebia clientes como “barões da borracha”.

“Aqui, era o templo do divertimento e do desperdício, onde os barões da borracha gastavam dinheiro. Agora, os jovens que vão ganhar dinheiro e ajudar a enriquecer a cidade de Manaus”, reforçou o prefeito.

Happy
Haha
0
Sad
Triste
0
Excited
Amei
0
Sleepy
Tédio
0
Angry
Raiva
0
Surprise
Uau
0
PRÓXIMA PUBLICAÇÃO

Corpo de homem com sinais de tortura é achado amarrado em ramal

Manaus – O corpo de um homem ainda não identificado, foi encontrado na manhã desta quarta-feira (18), em uma área de mata de difícil acesso no ramal da Escola, comunidade Chico Mendes, no bairro Puraquequara, na Zona Leste de Manaus. Conforme informações de Policiais civis, comunitários da localidade encontraram o cadáver […]