Homem é executado no União da Vitória por estupro que não cometeu

Manaus | Um homem identificado como Davy de Mota Castro, de 38 anos, foi assassinado na madrugada deste domingo (30) com seis tiros em uma residência na rua Cacto, bairro União da Vitória, zona Norte de Manaus.

Pessoas da região, que não quiseram se identificar, suspeitam que o homicídio tenha sido motivado por uma suposta acusação de abuso sexual cometido contra a própria filha, de sete anos, o que foi desmentido em exames realizados no Instituto Médico Legal (IML).

A ex-esposa de Davi, Brenda Almeida, muito emocionada, esteve no local do crime e defendeu o marido. “Ele não fez nada disso, tanto que foi solto. Eu mesmo olhei as partes da minha filha e tava tudo normal, o exame no IML também provou que nada aconteceu”, disse a esposa da vítima.

Davi chegou a ser levado para a Delegacia, de onde foi liberado após ter a inocência comprovada.

Apesar da ocorrência ter acontecido na madrugada, apenas pela parte da manhã a polícia foi chamada. A 20ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) esteve no local e isolou a cena de crime, que foi periciada pelo Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC). Agentes da Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS) coletaram evidências para tentar atribuir a dinâmica e a autoria do crime.

Fonte: Portal Tucumã