Governo gasta mais de R$ 2 bilhões para manter o Delphina Aziz em funcionamento

Manaus – Para manter em pleno funcionamento o hospital Delphina Aziz, o governo do Amazonas desembolsa, aproximadamente, R$ 2,3 bilhões. O valor é referente ao contrato firmado entre o estado e o consórcio que construiu e equipa a unidade de saúde. O acordo tem a duração de 20 anos.

O contrato iniciou em 2013, durante a gestão do secretário de saúde, Wilson Alecrim, e fechado com os empresário Antônio Cuidad e Bernardino Marques Júnior, representando a empresa Zona Norte Engenharia, Manutenção e Gestão de Serviços S.A. Com todo o dinheiro gasto para manter o funcionamento do maior hospital da Zona Norte de Manaus, seria possível até mesmo construir uma ponte para ligar Manaus ao Careiro Castanho.

Atualmente, o hospital Delphina Aziz é uma resultado de uma parceria público-privada. Há pouca fiscalização por parte dos órgãos de controle no local.