Governador Wilson Lima tem novo pedido de impeachment

Redação
1 0
Tempo de leitura:2 Minuto, 5 Segundo

Manaus | Um novo pedido de impeachment do governador Wilson Lima foi protocolado na Assembleia Legislativa do Estado (ALE), nesta semana. A autoria é do advogado Cassius Clei Farias de Aguiar. A denúncia cita a prática dos crimes de responsabilidade e improbidade em relação a crise na saúde que o Estado se encontra. O pedido agora depende da aprovação dos deputados que compõe casa, que se encontra em recesso até o dia 31 de janeiro.

No documento foram anexadas várias reportagens sobre os problemas enfrentados pela aúde do estado durante a pandemia do novo coronavírus desde o mês de março de 2020, quando foi identificado o primeiro caso confirmado e decretou situação de emergência. No mês seguinte os hospitais entram em colapso por não terem a capacidade de atender a demanda de pessoas que precisavam ser internadas para se tratar da Covid-19.

Outro fato relatado foi o da compra de 28 ventiladores pulmonares por quase R$ 3 milhões, em uma loja de vinhos. O caso está sendo investigado pela Polícia Federal e a Procuradoria Geral da República, por suspeitas de superfaturamento.

O advogado também relatou é a suspeita de enriquecimento ilícito de Wilson Lima, que antes de ser eleito, recebia um salário de R$ 3.500,00, como apresentador de TV e morava em uma casa avaliada em 120 mil. E, após 18 meses como governador, recebendo um pouco mais de R$ 25 mil, se mudou para uma mansão no valor de R$ 3 milhões.

Demonstrando ostentar patrimônio incompatível com sua renda.
Por fim, que durante a crise, que o governo necessitava concentrar os esforços no combate a doença, fez gastos desnecessário como o aumento de salários dos servidores da Secretaria de Saúde e o pagamento de mais de R$ 1,5 milhão na montagem de uma árvore de natal no largo São Sebastião.

Wilson Lima já sofreu mais de dez pedidos de impeachment. O primeiro pelo descaso na saúde que enfrentava problemas de atendimento e atraso de salários dos funcionários terceirizados. Dentre vários pedidos em 2020, um deles, feito pelo Sindicato dos Médicos do Amazonas (Simeam) foi aprovado na ALE mas foram eleitos para presidir a comissão de impeachment, os deputados Alessandra Campelo e Doutor Gomes. Ambos fazem parte da base aliada. O pedido foi arquivado em agosto de 2020.

Em dezembro do ano passado o Sindicato dos Médicos fez outro pedido de afastamento do governador, mas a Assembleia Legislativa entrou em recesso no dia 22 de dezembro.

Fonte: D24AM

Publicado por: David Richard

 

Happy
Happy
0
Sad
Sad
0
Excited
Excited
1
Sleepy
Sleepy
0
Angry
Angry
0
Surprise
Surprise
0
PRÓXIMA PUBLICAÇÃO

Distribuição de vacinas da AstraZeneca deve começar neste sábado

Os 2 milhões de doses da AstraZeneca contra a covid-19 que devem chegar da Índia nesta sexta-feira (22) serão distribuídas aos estados a partir da tarde de sábado (23). Segundo o presidente Jair Bolsonaro, a Força Aérea Brasileira está à disposição para agilizar a distribuição da vacina pelo país. “Pode […]

Obrigado pela visita!