Funcionários pedem socorro em hospitais de Manaus: “É muita gente morrendo”

Redação
1 0
Tempo de leitura:2 Minuto, 24 Segundo

Manaus | Profissionais de saúde da rede hospitalar de Manaus (AM) relatam momentos de sofrimento com a falta de oxigênio para pacientes de Covid-19 na região.

Nesta quinta-feira (14/1), um vídeo viralizou nas redes sociais ao mostrar o estado do Serviço de Pronto Atendimento (SPA) e Policlínica Dr. José Lins.

Nas imagens, uma funcionária faz um apelo às autoridades de saúde. “Pessoal, peço a misericórdia de vocês. Nós estamos em uma situação deplorável. Simplesmente acabou o oxigênio de toda uma unidade de saúde”, relata.

“É muita gente morrendo. Quem tiver disponibilidade, oxigênio, por favor, traga aqui para o SPA, tem muita gente morrendo”, pede a profissional.

Situação é desesperadora em Manaus (AM).

As imagens mostram, ainda, policiais militares entregando dois tanques de oxigênio aos funcionários da unidade hospitalar. “Por favor, disparem esse vídeo para um monte de lugar. Tem muita gente morrendo mesmo”, diz a técnica.

VEJA TAMBÉM: Governador Wilson Lima decreta lockdown e toque de recolher em Manaus

No Hospital Universitário Getúlio Vargas, ligado à Universidade Federal do Amazonas (Ufam), também falta oxigênio. Um técnico da unidade pediu, em vídeo, que as pessoas levassem a substância até a instituição.

“A gente está sem oxigênio para os pacientes. A previsão é de que acabe em 2 horas. Já houve baixas de pacientes. Então, quem tiver em casa sobrando, traga porque será muito bem-vindo”, relata.

Outro vídeo compartilhado nas redes sociais mostra uma sala com diversos pacientes. “É um oxigênio para cinco pessoas em uma sala. Os médicos estão revezando de um para o outro para poder socorrer. É uma calamidade. Precisamos de socorro”.

Colapso

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, 273.822 pessoas já foram infectadas pelo coronavírus e 5.230 morreram por Covid-19 em Manaus. Em todo o estado do Amazonas, o número de infectados chegou a 219.544. Além disso, 5.879 pessoas morreram pela doença na região

A taxa de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) no estado chegou a 91,2% no último dia 13/1. Já os leitos clínicos estão 93,7% ocupados.

Na quinta-feira, as Forças Armadas transportaram seis cilindros de oxigênio hospitalar para Manaus, em caráter de urgência. Na última semana, outros 350 cilindros já haviam sido entregues ao município.

“O Ministério da Defesa, por meio da FAB, atende à solicitação do Governador do Amazonas, Wilson Miranda Lima, que requereu o transporte de gases medicinais junto ao Comando Conjunto da Amazônia, um dos 10 comandos conjuntos estabelecidos em todo o país pela Operação Covid-19”, informou a pasta.

Segundo o Ministério da Defesa, até o próximo domingo (17/1), 386 cilindros serão enviados à capital do Amazonas. O pedido de oxigênio foi feito pelo governador Wilson Lima.

Publicado por: David Richard

 

Happy
Happy
0
Sad
Sad
3
Excited
Excited
0
Sleppy
Sleppy
0
Angry
Angry
0
Surprise
Surprise
0
PRÓXIMA PUBLICAÇÃO

Fortaleza e São Paulo distribuirá oxigênio para abastecer hospitais do Amazonas

Manaus | O Governo do Estado e o Ministério da Saúde iniciaram a execução da “Operação Oxigênio” para abastecer os hospitais do Amazonas com o gás, que disparou em índices de consumo após o aumento de casos de Covid-19. De acordo com o governador o plano começou a ser executado […]

Obrigado pela visita!