Falta de recadastramento pode deixar mais de 1,3 mil segurados sem pagamento

Manaus – A uma semana do prazo final de recadastramento para os nascidos em setembro, pelo menos 1,3 mil aposentados e pensionistas da Fundação Amazonprev podem ficar sem pagamento. A informação é da coordenadoria de Atendimento ao Público da instituição, que estimou em 2,5 mil o total de segurados do mês aptos ao processo de atualização cadastral.

Para manter a regularidade do pagamento mensal de seu benefício, o segurado deverá comparecer à sede da Amazonprev, na Avenida Visconde de Porto Alegre, 486, Centro, das 8h às 13h30, até o dia 30 de setembro, e realizar a prova de vida. Será necessária a apresentação da carteira de identidade, CPF e comprovante de residência atualizados.

Caso o segurado esteja impossibilitado de comparecer à Amazonprev, a orientação é ligar para um dos números de agendamento de visita domiciliar: 3627-3400, 3627-3401 e 3627-3421. O serviço é disponibilizado para beneficiários com dificuldades de locomoção ou de idade avançada.

No interior, a visita deve ser requisitada nas unidades da Secretaria de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc-AM), que mantém parceria com a Amazonprev. A prestação desse serviço faz parte do Propac, um programa que busca dar aos segurados comodidade e segurança na hora da atualização cadastral.

Outras informações podem ser obtidas por meio do “Fale Conosco”, pelo número 3627-3424.