Ex-detentos são presos por realizarem assaltos para pagar dívida feita dentro de cadeia

Manaus | Três ex-detentos foram presos no início da madrugada desta sexta-feira (22) suspeitos de realizarem assaltos no loteamento Riacho Doce, no bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus. Segundo a Polícia Civil, o trio praticou o crime porque dois deles possuem uma dívida de entorpecentes que adquiriram enquanto estavam presos.

De acordo com a corporação, os suspeitos disseram em depoimento que venderiam os celulares que foram roubados e, com o dinheiro, efetuariam o pagamento.

Foram presos Jackson Oliveira da Silva, 30, Davi Ali Amaral, 28, e Lucas Pinto de Sá Junior, de 21 anos, que estavam sob monitoramento de tornozeleira eletrônica.

O titular da Seccional Norte, delegado Bruno Fraga, contou que, na noite de quinta-feira (21), os três usavam drogas em um campo no Parque das Nações, na Zona Centro-Sul, quando decidiram realizar assaltos nas proximidades.

“Os três possuem passagem pela polícia. O Jackson é apenas usuário, o Davi responde por roubo e Lucas por roubo, porte de arma e tráfico. Em depoimento, eles disseram que resolverem fazer esse assalto para conseguir arrecadar dinheiro com a venda dos celulares [roubados] e pagar dívidas que contraíram dentro do sistema prisional”, disse.

Ainda segundo o delegado, a dívida dentro do presídio era de Lucas Pinto e Davi Ali. Apresentados para a imprensa, na manhã desta sexta-feira (22), os suspeitos confessaram o crime.

Após os assaltos, as vítimas acionaram uma equipe da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam) que passava pela rua e localizou os infratores na Rua Barão de Monte Alto, no Parque das Nações, Zona Centro-Sul de Manaus, onde os suspeitos residem.

Com o trio, a polícia encontrou os celulares roubados das vítimas, um simulacro e um carro. Conforme o delegado, o veículo era alugado.

No assalto, Jackson Oliveira era responsável apenas por dirigir o veículo e os outros dois suspeitos saíam do carro para praticarem o crime.

Os suspeitos foram presos em flagrante e encaminhados ao 6º Distrito Integrado de Polícia. Eles serão levados para audiência de custódia na tarde desta sexta-feira (22).

Fonte: G1