Entenda as diferenças entre queimadas, incêndios que assolam a Amazônia

Manaus – É natural que, em meio a repercussão das queimadas na floresta amazônica, surjam dúvidas sobre as diferenças de termos como “incêndios, focos de calor e as próprias queimadas”. Buscando evitar o pânico da população frente às constantes informações divulgadas na mídia.

Focos de calor

Geralmente é apontado por imagens de satélites, que se localizam em 700 a 900 km de altitude. De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), as análises consideram dados de temperatura que estejam acima de 47°C. Um incêndio ou uma ocorrência podem gerar um ou vários focos de calor, dependendo da extensão da linha de fogo.

Queimada

Essa já faz parte do nosso cotidiano, tornando-se até um fator cultural do amazônida. Em geral, visa limpar uma área na qual será desenvolvida alguma atividade agrícola de nível doméstico/ familiar. A princípio as cinzas contribuem para a fertilização da terra, mas o fogo intenso empobrece o solo, sendo necessário uma recuperação da vegetação na localidade queimada.

Incêndio

Incêndio é um “fogo sem controle”, que devora a floresta ou uma casa e avança sem qualquer tipo de controle. Tais situações são mais frequentes nas áreas urbanas, como os incêndios causados por curto circuitos.

Governo suspende queimadas em todo o país por 60 dias

As queimadas estão proibidas em todo o país durante o período de 60 dias, a partir de hoje (29). Decreto determinando a suspensão da permissão do uso de fogo nesse processo está publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira.

A medida não se aplica em casos como de controle fitossanitário, desde que seja autorizado pelo órgão ambiental competente; nas práticas de prevenção e combate a incêndios; e nas práticas de agricultura de subsistência das populações tradicionais e indígenas.

Punição

Pelo artigo 41, da Lei de Crimes Ambientais, provocar incêndios em matas ou florestas pode resultar em uma pena variável de dois a quatro anos e multa, em caso de crime doloso (intencional), ou de seis meses a um ano e multa, se culposo. O valor da multa varia entre R$ 1 mil e R$ 7,5 mil por hectare.

Ao todo já foram registrados mais de 80.000 focos de incêndio por toda a região amazônica.

Fonte: Imediato