Portal Amazon News

Conecta você à notícia

0 0

Manaus – O índice de emprego do comércio varejista de Manaus registrou, em março deste ano, uma variação positiva de 0,24%, quando comparado ao mesmo mês do ano anterior, conforme a pesquisa realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Amazonas (Fecomércio-AM). A mudança pode ter sido ocasionada por conta do índice de bens semiduráveis, que subiu 0,98%.

Segundo a análise feita pela Fecomércio, é possível observar uma pequena recuperação nos índices semiduráveis (0,98%) e de material de construção (0,14), quando comparados ao mês de fevereiro. Os bens semiduráveis incluem vestuários, que foi o único a apresentar alta (1,94%), tecidos, calçados e outros.

Quanto à folha de pagamento, o índice do mês de março apresentou variação negativa de 0,74%, quando comparado a fevereiro. Em relação a março de 2018, o índice geral também ficou no campo negativo, com percentual de 3,63%, devido à queda de 4,38% no comércio de bens automotivos. Na análise, observou-se que todos os ramos de atividades avaliados apresentaram queda em seus índices, em relação aos últimos três meses deste ano.

Em relação ao estoque, houve uma queda de 2,04%, quando comparado ao mês de fevereiro. A queda do índice do comércio de materiais de construção (8,22%) pode ter sido um dos motivos para o registro negativo. Comparando com março de 2018, o índice geral apresentou variação negativa de 7,62%, motivada, principalmente, pela queda de 10,20% no índice do comércio de bens semiduráveis.

O índice geral do faturamento bruto apresentou aumento de 0,38%, em relação a fevereiro deste ano, devido ao aumento de 2,67% no comércio de bens não duráveis. No entanto, em comparação com março de 2018, a variação geral foi negativa, com percentual de 5,95%, por conta da queda de 9,44% no índice do comércio de materiais de construção.

Em março, as vendas brutas do comércio varejista apresentaram queda, quando comparado a fevereiro deste ano, com percentual de 0,19%, por conta da queda de 5,15% no índice do comércio de materiais de construção. Em comparação com o mesmo período de 2018 o índice geral também ficou no campo negativo, com variação de 5,95%, ocorrido principalmente pela queda de 9,44% no índice do comércio de materiais de construção.

Formas de pagamento

De acordo com a Fecomércio-AM, 60,7% das compras no comércio varejista foram realizadas por meio de pagamento a vista, 31,1% realizaram seus pagamentos por meio de cartão de crédito e 8,2% por outras formas de pagamento, como convênio, cheque pré- datado, vendas a prestação e empenho. Em relação aos grupos de atividades, observa-se que em todos predomina o pagamento a vista, com destaque para os bens não duráveis com percentual de 76,1%.

Happy
Haha
0
Sad
Triste
0
Excited
Amei
0
Sleepy
Tédio
0
Angry
Raiva
0
Surprise
Uau
0