Em meio à crise da pandemia, governo do Amazonas acumula mais de R$ 4 bilhões

Manaus – Apesar da crise provocada pela pandemia, o governo do Estado possui saldo em caixa de R$ 4.117.262.531,27, de acordo com o balanço divulgado nesta quinta-feira (4), pela Secretaria do Tesouro Nacional, e assinado pelo governador Wilson Lima (PSC) no último dia 28 de maio, referente ao primeiro quadrimestre de 2020. Para o deputado Serafim Corrêa (PSB), nada justifica a paralisação das obras, quando o Amazonas é um dos poucos Estados privilegiados com esse volume de recursos.

“Ao acessar o site do Tesouro Nacional, verifiquei que o Estado Amazonas tinha em caixa em 31 de dezembro de 2019 R$ 2.858.766.416,16. Quando chega em 30 de abril de 2020, qual é o número? O governador Wilson Lima assinou o documento encaminhado à Secretaria do Tesouro Nacional e esta disponibiliza saldo em caixa de R$ 4.117.262.531,27”, informou Serafim.

O parlamentar ainda disse que é necessário colocar a economia para funcionar e que é inaceitável o atraso ou paralisação das obras, no período de verão.

“Pouquíssimos estados do Brasil tiveram esse saldo em caixa em 30 de abril. Portanto, a situação do nosso Estado é privilegiada, o que falta é colocar a economia para rodar. Esses recursos estão carimbados para obras e as obras estão paradas, quando precisam ser retomadas. Até porque estamos em junho, mês de verão, e nada justifica que as obras continuem paradas”, explicou.

O líder do PSB na Casa ainda disse que o discurso do governador do Amazonas que o Estado está com a arrecadação baixa se desmonta quando se depara o relatório do Tesouro Nacional.

“De R$ 2,8 bilhões em dezembro de 2019 para R$ 4,1 bilhões são R$ 1,3 bilhão a mais num período de pandemia. Isso desmonta o discurso do governo de que não tem dinheiro. Como quem tem R$ 4 bilhões em caixa não tem dinheiro? Estou trazendo esse fato ao conhecimento público”, finalizou.

Fonte: D24AM