Em Manaus, homem é preso suspeito de estuprar ex-enteada de 13 anos

Manaus – Um estoquista de 29 anos foi preso, em cumprimento de mandado de prisão temporária, suspeito de ter estupradoa ex-enteada dele, uma adolescente de 13 anos, entre os anos de 2017 e 2018. Ele foi preso na tarde de quinta-feira (21), no local onde trabalha, em um estabelecimento comercial, localizado na rua Miranda Leão, no Centro de Manaus.

De acordo com a delegada titular da Delegacia Especializada em Crimes contra Crianças e ao Adolescente (Depca), Joyce Coelho, os abusos ocorriam quando o suspeito ainda era casado com a mãe da vítima. O crime acontecia na casa onde eles moravam, na rua Oito, bairro Alvorada, Zona Centro-Oeste da capital.

Segundo a delegada, os abusos sexuais praticados pelo homem aconteciam na ausência da mãe da vítima. Nas ocasiões, ele fazia ameaças para a menina não contar nada. O crime só foi descoberto após o casal se separar.

“O relacionamento durou apenas um ano. E nesse um ano ele abusava sexualmente da adolescente, entre 12 e 13 anos de idade. Após uma mensagem de WhatsApp, a mãe acabou questionando a filha, que veio a relatar. Como se trata de um autor muito agressivo que praticava violência doméstica contra a esposa na presença dos filhos, essa menina se conteve e acabou fazendo o pacto do silêncio. Realmente foi constatado que havia essas mensagens de celular, onde ele ameaçava de morte tanto a ex-companheira como a ex-enteada e os demais filhos”, disse.

A prisão em nome do acusado foi expedida no dia 2 de agosto deste ano, pela juíza Articlina Oliveira Guimarães, da 2ª Vara Especializada em Crimes contra Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes. Conforme a delegada Joyce, a mulher já havia feito Boletins de Ocorrência (B.O) informando que o homem a agredia.

O estoquista vai responder por estupro de vulnerável. Ele será encaminhado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).