Defesa de Mayc vai entrar hoje com habeas corpus no TJ-AM

(Foto: Divulgação)

Manaus – Alegou o advogado Josemar Bercot Júnior: “Ele só está preso porque o fato foi na casa do enteado do prefeito”. Mayc está cumprindo prisão temporária pelo envolvimento na morte do engenheiro Flávio Rodrigues.

A defesa de Mayc Vinícius Parede, 37 anos, vai entrar hoje com o pedido de habeas corpus no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM) nesta terça-feira (12), na tentativa de revogar a prisão temporária do ex-militar que confessou ter matado o engenheiro Flávio Rodrigues em legítima defesa. O advogado Josemar Bercot Júnior confirmou que o seu cliente está sendo vítima de uma “prisão política”, porque o filho da primeira-dama de Manaus, Alejandro Valeiko, está envolvido com o assassinato.

Mayc é um dos seis investigados pela Delegacia Especializada em Sequestros e Homicídios (DEHS) pela morte de Flávio Rodrigues, encontrado morto no Tarumã, no dia 30 de setembro, após uma festa na casa de Alejandro, enteado do prefeito de Manaus, Arthur Neto. Ele e outros quatro, incluindo Mayc, cumprem prisão temporária decretada pela Justiça do Amazonas.