Corpo de motorista de aplicativo desaparecido é encontrado no Tarumã

Manaus – O corpo encontrado na estrada do Tarumã, na Zona Oeste de Manaus, no início da manhã desta quinta-feira (15), é do motorista de transporte de aplicativos Júlio César da Silva Pereira, de 50 anos. A informação foi confirmada pela mãe da vítima.

Júlio César desapareceu no fim da madrugada do último sábado (10), por volta das 4h58, quando deixava uma panificadora na rua 10, no bairro Jorge Teixeira 4, na Zona Leste da capital. As câmeras de segurança do estabelecimento comercial registraram a ação dos suspeitos que chegaram em dois carros, sendo um Siena cinza, e outro de cor preta.

Durante a ação presenciada pela irmã da vítima, Maria de Jesus Silva, de 19 anos, um dos criminosos chegou a falar: “Perdeu, perdeu e entra no carro”. O motorista foi colocado à força dentro do carro preto.

Após o desaparecimento, Wanda Pereira da Silva, de 67 anos, procurou a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestrado (DEHS) para registrar o sumiço. Segundo ela, os criminosos ainda deixaram cair um molho de chaves na fuga.

Wanda Pereira, informou que Júlio César não tinha inimigos e não era envolvido com drogas.

“Júlio César estava saindo da padaria quando foi abordado por homens desconhecidos que trajavam camisas de mangas longas e usavam bonés. Ele ainda chegou a dizer para um dos suspeitos “Vamos conversar”. A minha filha presenciou toda a ação e não fez nada por medo. Ela disse que os homens não eram policiais”, explicou Wanda Pereira.

Após o registro do sequestro, a Polícia Civil deu início às investigações e apurou que Júlio César havia feito duas viagens para a Venezuela recentes onde entregaria um automóvel. A polícia suspeita de carro roubado.

A Polícia Civil identificou também que Júlio César mantinha negócios com um homem identificado apenas como “Maurício”. As atividades não foram informadas e corre sob sigilo para não atrapalhar o andamento das investigações.

Entretanto, em consulta ao Sistema Integrado de Operações de Segurança (Sisp), a polícia constatou que Júlio César já tinha sido preso há sete anos por envolvimento em crimes de furto de veículos, estelionato e falsidade ideológica.

Morte

O motorista foi encontrado com as mãos amarradas e com um cinto envolta do pescoço, na manhã de hoje. O corpo da vítima foi abandonado de bruços em um trecho da Estrada do Tarumã, nas proximidades do Condomínio Residencial Village, no bairro Tarumã, na Zona Oeste de Manaus.

Os familiares reconheceram o corpo pelas roupas da vítima. Após os procedimentos de necropsia no Instituto Médico Legal (IML) o corpo será liberado para o sepultamento. O caso será investigado pela DEHS.

Deixe seu comentário