Caminhoneiro morre ao sofrer infarto dentro de porta mala durante assalto

O comerciante Edson da Silva Ferreira, 48 anos, morreu durante um assalto na madrugada deste domingo (20). O vendedor de queijo, conhecido como Pantera, estava indo comprar mercadoria quando foi interceptado por assaltantes na cidade de Tuntum, no Maranhão.

Na manhã desta segunda-feira (21), amigos e familiares da vítima participam do velório de Pantera, no bairro Promorar, zona Sul de Teresina.

Familiares contam que Pantera, o motorista Francisco Magno Pires, 44 anos, e outro comerciante identificado apenas como Miranda, foram obrigados pelos assaltantes a saírem do caminhão onde estavam. Miranda conseguiu fugir, mas Pantera e Francisco Magno foram colocados no porta malas de um carro Celta usado pelos bandidos.

Enquanto era mantido refém no porta mala, Pantera sofreu um infarto e morreu. O comerciante, que era hipertenso, ficou duas horas no compartimento. O corpo dele foi jogado em uma estrada próxima a Tuntum.

Após verem que Pantera estava morto, o motorista Francisco Magno foi liberado pelos assaltantes. Carla Raquel, irmã dele, conta que Francisco Magno está dopado e em estado de choque.

Quando o motorista foi liberado, os assaltantes chegaram a efetuar um disparo, mas ele não foi atingido.

A família só tomou conhecimento da morte de Pantera na tarde desse domingo ao receber uma ligação de Francisco Magno. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil do Maranhão.

Até a manhã deste sábado o caminhão de Pantera ainda não havia sido localizado.

O delegado Ricardo Delta, informou que as vítimas foram abordadas pelos criminosos na BR-316, próximo ao km 17 de Codó-Maranhão.

“Estamos investigando o caso. Até agora temos informações de que três homens armados e encapuzados participaram da ação”, disse.