26 de outubro de 2021

Portal Amazon News

Conecta você à notícia

Brasil vence o Uruguai por 4 a 1 na Arena da Amazônia

1 0

Manaus – A Seleção Brasileira voltou a viver uma grande noite. Com autoridade, atropelou o Uruguai por 4 a 1 em Manaus, pelas Eliminatórias, e está cada vez mais perto da Copa do Mundo de 2022. Com o resultado, manteve a invencibilidade e a liderança, com 31 pontos, seis a mais que a vice-líder Argentina. A vaga no Mundial poderá ser confirmada matematicamente em novembro.

Raphinha, jogador do Leeds, da Inglaterra, foi titular pela primeira vez e comandou a vitória. Marcou duas vezes e foi destaque na partida. Neymar e Gabriel Barbosa também anotaram. De falta, Luiz Suárez fez o de honra para os visitantes.

Agora, a Seleção faz uma pausa nas eliminatórias e volta a campo em novembro. No retorno, enfrenta a Colômbia, no dia 11. Na terça-feira, 16, encara a Argentina, fora de casa.

Brasil domina no primeiro tempo

Conforme prometido pelo técnico Tite após o empate em 0 a 0 diante da Colômbia, a equipe veio com modificações. A principal delas no ataque. Raphinha, jogador do Leeds e destaque especialmente na vitória sobre a Venezuela entrando no segundo tempo, desta vez iniciou a partida. O sistema defensivo também teve alterações. No total, foram cinco na comparação com o time que atuou fim de semana.

Aceso no jogo, o Brasil chegou ao gol logo aos 10 minutos. Fred, de perna esquerda, achou linda bola para Neymar, por elevação. A cavadinha encontrou o atacante em deslocamento, já dominando para limpar Muslera. Após o drible, deu mais um toque e, meio sem ângulo, bateu firme, tirando dos zagueiros, para fazer um belo gol em Manaus, abrindo o placar para a Seleção.

Perdido em campo e atrás no placar, a situação piorou para o Uruguai aos 18 minutos. Lucas Paquetá, mais uma vez bastante acionado, fez jogada pela esquerda. Ele cruzou rasteiro buscando Neymar na área, que finalizou. O goleiro Muslera espalmou para o lado e, no rebote, Raphinha apareceu para marcar o primeiro dele como titular da Seleção Brasileira, deixando a vantagem em 2 a 0.

Os laterais Mendez e Viña não se encontraram em nenhum momento na marcação. Sofreram demais com as investidas brasileiras pelos lados do campo, por onde o Brasil empilhou chances criadas para fazer o terceiro. Em uma delas, Raphinha e Gabriel Jesus desperdiçaram a chance de finalizar. Aos 39 Neymar finalizou para grande defesa de Muslera, que evitou resultado pior ao fim do primeiro tempo.

Segundo tempo para confirmar goleada

Amplamente dominado pela Seleção Brasileira, o Uruguai voltou do intervalo logo com três trocas promovidas por Tabarez. Sacou Nández e Viña, os laterais que foram envolvidos pelo ataque brasileiro, e colocou Cáceres e Piquerez. No lugar do meia De La Cruz, apagado, entrou o volante Torreira.

Mas foi o Brasil quem seguiu em cima, e ampliou aos 12 minutos, em boa jogada da dupla destaque na partida. Neymar recebeu e, em velocidade, enfiou boa bola para Raphinha. Ele invadiu a área e, de perna esquerda, chutou forte, cruzado, rasteiro. Ela ainda tocou no pé da trave antes de morrer no fundo da rede e fazer 3 a 0 para a Seleção.

Com larga vantagem no marcador, o técnico Tite seguiu fazendo testes. Colocou a campo mais uma vez o atacante Gabigol, do Flamengo, que ainda não aproveitou bem as oportunidades que teve. Já o meia Lucas Paquetá, que se afirma cada vez mais, também foi poupado. Antony entrou, e o destaque Raphinha deu lugar para Everton Ribeiro, que vinha sendo titular.

Ainda houve tempo para o Uruguai descontar, na bola parada. Após falta de Antony na entrada da área, Luiz Suárez ficou encarregado da cobrança. Com categoria, aos 32 da etapa final, o atacante do Atlético de Madrid bateu no canto do goleiro para descontar.

Nada, no entanto, que ameaçasse a tranquila vitória por 4 a 1 do Brasil. Isso porque, nos minutos finais, Gabigol anotou de cabeça. O lance precisou ser confirmado pelo VAR, por conta da posição duvidosa do atacante. Goleada confirmada para a Seleção que caminha com muita autoridade rumo à Copa de 2022, no Catar.

Eliminatórias da Copa – 12ª rodada

Brasil 4

Ederson; Emerson, Lucas Verissimo, Thiago Silva e Alex Sandro; Fabinho, Fred e Lucas Paquetá; Raphinha, Gabriel Jesus e Neymar. Técnico: Tite

Uruguai 1

Muslera; Nández, Coates, Godín e Viña; Valverde, Bentancur, Vecino e De La Cruz; Suarez e Cavani. Técnico: Oscar Tabarez

Gols: Neymar (10/1T), Raphinha (18/1T, 12/2T), Gabriel Barbosa (39/2T) e Suárez (32/2T)

Cartões amarelos: Valverde (Uruguai)

Arbitragem: Fernando Rapallin (ARG)

Local: Arena da Amazônia, em Manaus (AM)

Data e hora: 14/10, às 21h30min

Público: 12.528 torcedores

Happy
Haha
0
Sad
Triste
0
Excited
Amei
1
Sleepy
Tédio
0
Angry
Raiva
0
Surprise
Uau
0