Bilhete eletrônico nos ônibus de Manaus é ampliado para todas linhas

(Foto: Divulgação)

Manaus – A Prefeitura de Manaus anunciou, dia 19, que o uso do bilhete eletrônico, o smart card, para pagamento da passagem de ônibus vai estar universalizado no sistema de transporte coletivo em 90 dias. Esse é o prazo para o instituto do setor regulamentar o decreto do prefeito Arthur Virgílio Neto (PSDB).

Hoje o bilhete é usado por mais de 800 mil estudantes e, aproximadamente, 400 mil usuários do Cartão Cidadão, segundo a prefeitura.

Esse ato faz parte das medidas de intervenção financeira que a prefeitura fez nas empresas concessionárias no final de junho. A ideia é equilibrar e permitir maior transparência no fluxo de receitas, afirmou.

Hoje, 60% dos recursos do sistema, que corresponde à bilhetagem eletrônica, é controlada pela prefeitura. As empresas respondem pela gestão de 40%, oriundos das passagens ainda pagas em dinheiro.

De acordo a comunicação municipal, o uso do cartão dá várias vantagens aos usuários, como o embarque mais rápido, fim dos conflitos pelo troco, auxilia na redução da criminalidade e agilidade e comodidade na compra e carga de créditos.

Sem demissão de rodoviários

Segundo o secretário municipal de Articulação Política, Luiz Alberto Carijó, os operadores do sistema não terão prejuízos com a medida.

“Essa já foi uma questão conversada com a categoria e não haverá demissões. A proposta é trazer melhorias, tanto para usuários como para os trabalhadores”.